25.00€

MEMÓRIAS DE UM CAPITÃO (Guerrilha em Moçambique) * José Verdasca

MEMÓRIAS DE UM CAPITÃO (Guerrilha em Moçambique) * José Verdasca

Memórias de um Capitão : (guerrilha em Moçambique)

José Verdasca

AUTOR(ES): 
Verdasca, José
Verdasca, José
EDIÇÃO:1a ed   
PUBLICAÇÃO:Lisboa : Universitária, 2003   

DESCR. FÍSICA:Br. 288 p. ; 21 cm

O autor encontrava-se a chefiar uma Companhia do exército português na zona

do Chae, quando a FRELIMO desencadeou a sua primeira acção de guerrilha a

25 de Setembro de 1964. Portanto, uma voz privilegiada na descrição do ambiente

e das acções decorridas nesta época histórica.

Recorde-se ainda que, um mês antes (24 de Agosto de 1964), o Padre holandês

Daniel Bormans fora assassinado cruelmente numa acção desencadeada por um

grupo de guerrilheiros da UDENAMO, em Cabo Delgado, esta sim, a primeira acção

de guerra dos moçambicanos contra a presença portuguesa.

 

ÍNDICE:
- Prólogo;

Primeira Parte
UM PLEBEU NA ACADEMIA
O crepúsculo do colonialismo; - Fábrica de oficiais; - A primeira missão em Àfrica;

- o repouso do guerreiro; - Giséle; - Madame; - Rosa branca; - O noivado; -

O banquete; - O senhor General; - O deputado; - O senhor reitor; O Meretíssimo;

- O Embaixador; - O Ministro; - A mobilização.

Segunda Parte
DEVER A QUANTO OBRIGAS
Os modernos centuriões; - Navegar (para Moçambique) é preciso;

- Às ordens do Killer; - Colonizadores de Moçambique; - Povos de Moçambique;

- Porto Amélia (Pemba); - A paz podre; Oficial operação e de informações;

- A fundação da FRELIMO; - A guerrilha ataca; - A circunscrição de Makomia;

A gota de sangue; - O 'Monhé' do Mucoio; - O defloramento do Alferes Castelo;

- Quiterajo, o chefe de Posto e o 'Línguas'; - Insubordinação e punição;

- De Nampula a Boane.

Terceira parte
DE BOANE A OLIVENÇA
A guerra continua; - Finalmente Olivença; - A erva administrativa;

- A cabidela e a prisão do chefe de Posto; - Ajáuas, Nyanjas e Matengos;

- As jovens esposas do sexagenário; - A neta do Régulo; - Invadindo a Tânzania;

- Os Matengos da montanha; - Um seminarista Alferes;

- Os gafanhotoes de Metangula; - Um Natal com o General;

- África, adeus; - Conclusão.


Da contra-capa:
"MEMÓRIAS DE UM CAPITÃO"
(Segundo o jornal 'EXPRESSO', de 10.01.2004)
"José Verdasca, não escreve apenas sobre a guerra em si mesma
mas também, e principalmente, sobre as circunstâncias históricas e
políticas que o determinaram.
Do ponto de vista documental, talvez se possa dizer que
MEMÓRIAS DE UM CAPITÃO e´, nessa área, o livro
mais importante publicado em 2003, sobre a guerra colonial. - Jorge Freitas"



JOSÉ VERDASCA DOS SANTOS:
É natural de Gondemaria, Ourém (Fátima), frequentou o curso da Academia Militar

de 1955-59, e, como capitão de infantaria, comandava a Companhia de Caçadores

de Porto Amélia, aquando do ataque da FRELIMO ao posto do Chae - Makomia

- em 25.09.1964, que foi a primeira acção militar da guerrilha em Moçambique.
Desde 1967 reside em S. Paulo, Brasil, onde constituiu família, se dedicou à industria

e comércio de madeiras, à construção civil e à pecuária, e tirou o brevet de piloto aviador." 

 

 

Comentários
Pesquisa Rápida
 Pesquisa Avançada
Informação de Autor
Outros Autores
Partilhar Artigo
Partilhar por E-Mail
Partilhar no Facebook Partilhar no Twitter
Notícias
osCommerce